Livros Escritos

Livros Escritos

sábado, 1 de outubro de 2011

O Fim Justifica os Meios

Na sequência do artigo anterior vale lembrar que o acontecimento não havia chegado ao fim.
Exatamente uma década antes do desfecho final do caso anterior o colega em tela mantinha também questão com outra senhora também casada, que residia no interior de um estado do Brasil. Eu a apresentei a ele, pois, a mesma desejava aprimorar seus estudos. Mulher aplicada que era e também grande amiga logo se viu envolvida nessa no assunto de dupla evolutiva.
Com o passar do tempo telefonava para mim altas horas da noite dizendo que ele era a dupla evolutiva dela e que a família não representava mais nada para ela. Dizia também ia largar tudo para ficar com ele. Por algumas vezes disse ao colega que maneirasse com a garota e que isso não iria pegar bem. Ele dava a entender que a responsabilidade era somente dela. Mas, nos bastidores alimentava o assunto, fazendo com que ela acreditasse que eles eram realmente duplas evolutivas.
Segurei a situação dessa amiga por uma década e no final ela acabou se separando do marido. Estava ainda mais tumultuada, pois, ficara sabendo que o colega estava de caso com outra. Saiu de casa e mudou-se para outra cidade.
Logo em seguida telefonou duas vezes para mim procurando que eu a ajudasse a captar energia de buraco negro. Queria curar as pessoas de toda maneira.
Depois disso nunca mais a vi.
Algum tempo depois conversei com uma amiga. Assim que iniciamos a conversa ela disse que a cidade toda estava dizendo que nossa amiga estava morando comigo. Não me incomodei. Mas, o fato é que nenhuma das pessoas que introduziram essa mulher nessa questão de duplas evolutivas procurou ajudar. Ela que muito colaborou com os cursos do Waldo e Cia., fora descartada. Quando precisou de de orientação viraram as costas para ela.
A saída quando querem se livrar de alguém é sempre a mesma – está assediada. Claro que estava, mas para que serve os tais de laboratórios? Só para cuidar de gente “boazinha?”
Vejo muito marketing negro nisso tudo.
Felizmente quando projetado tenho visitado algumas vezes a sede no sul do país. Vejo entidades comuns do dia a dia extrafísico trabalhando e prestando auxílio às entidades necessitadas que lá comparecem para atendimento. Muitas das energias que ficam depositadas nos laboratórios são reutilizadas por esses abnegados Amparadores. Agora, o que falta no pessoal intrafísico é um pouco mais de humanismo para com aqueles que saem do mundo extrafísico para desfrutar de um atendimento em que suplicam um pouco de energia para atenuar seu sofrimento. Esquece esse pessoal do intrafísico a começar pelo Waldo, que um dia quando passarem para o outro lado também vão necessitar de ajuda, ou não vão?
Falar em assistência e fazer não é tão difícil assim.
Além desse caso muitos outros apareceram em minhas mãos. No entanto, nada pude fazer senão consolar a parte que saiu no prejuízo. E assim tem sido desde que essa questão de duplas foi inventada.
Hoje já penso diferente. Não quero mais me envolver nesse assunto. Em questão de romance com vistas a duplas evolutivas cada pessoa que faça o melhor por ela. Não dá mais para eu ficar bancando o correio sentimental. Parei. Chega.
Vou continuar orientando as pessoas nos assuntos da paranormalidade, isto é, em energias, projeções, e também em projetos que envolvem o meio ambiente, etc.
Na questão de relacionamento quando existe impedimento o melhor é dar tempo ao tempo para deixar que a própria Natureza nos auxilie a encontrar uma saída legal que não se contrapõe as leis do país.
Há exatamente seis anos, deparei-me com uma mulher andando pela Avenida Paulista. Quis o destino que nós nos encontrássemos naquele dia e de lá pra cá eu a espero. Mesmo residindo cerca de 1.500 km de onde moro, sabemos que um dia tudo estará definido ao nosso favor.
Noite passada estávamos projetados onde vamos morar. No plano extrafísico já temos nossa casa. Isso comprova que realmente ficaremos juntos. Meu cachorro Sombra quando se projeta comigo vive no astral com duas cachorras Raísa e Giva. Falta mais uma para ele. Bem sei que serão três cachorras.
E assim segue a vida. O que registro aqui não são simples comentários, tudo isso faz parte da história da Projeciologia/Conscienciologia. Portanto, perde tempo um ou outro que através de email faz considerações particulares. Não levo isso em conta.
Um dia tudo isso vai terminar. O blog vai deixar de existir, já terá cumprido sua missão.